Página Principal > Medicina Interna > Como impedir a queda dos cabelos em pacientes com câncer

Como impedir a queda dos cabelos em pacientes com câncer

A perda dos cabelos é um dos efeitos colaterais mais conhecidos e insatisfatórios da quimioterapia, principalmente quando falamos das mulheres. A perda capilar pode desencadear no paciente uma imagem negativa sobre si mesmo, conduzindo a um estado de depressão que se somado a todos os outros aspectos da doença em si possui um efeito devastador.

Esta semana o FDA (Food Drug Administration) liberou o uso do DigniCap Scalp Cooling System, um sistema de resfriamento do couro cabeludo que promete reduzir a perda capilar em pacientes com câncer.

Em um estudo com 100 pacientes, sexo feminino, em tratamento com quimioterapia (principalmente taxanos) para câncer de mama estágio 1 e 2, apenas 34% das pacientes submetidas ao processo de resfriamento tiveram queda capilar, superior a 50%, enquanto o 100% dos pacientes do grupo controle tiveram queda dos cabelos. Não ocorreram efeitos adversos importantes no uso do equipamento, sendo que 3 pacientes tiveram de interromper o uso por intolerância ao frio.

O sistema funciona através de um processo de resfriamento (0oC), utilizando um touca, que causa vasoconstrição e redução do metabolismo no couro cabeludo. A vasoconstrição reduz o fluxo sanguíneo para os folículos capilares durante o período de alta concentração do quimioterápico, reduzindo o efeito do mesmo nos folículos e consequentemente reduzindo a queda dos cabelos.

Este tipo de equipamento já está em uso em alguns hospitais brasileiros (OrbiScalp Cooler), tendo indicação para pacientes com idade superior a 18 anos e diversos tipos de câncer, porém contra indicado para pacientes com doenças hematológicas, hipersensibilidade ao frio, crioglobulinemia, doença da aglutinação ao frio e distrofia traumática ao frio.

Uma outra contra indicação, e que gera o principal questionamento sobre a técnica, é o uso em pacientes com melanoma. Justifica-se que o uso do equipamento pode aumentar as chances de metástase pela menor efetividade da quimioterapia na área submetida ao processo de resfriamento.

Adoção de métodos como este permitem uma melhor qualidade e satisfação do paciente. Isto aumenta a chance de sucesso do tratamento – leia o nosso texto sobre os 7 melhores hábitos para promover a satisfação do seu paciente. Preocupar-se com o bem estar do paciente é um pré requisito básico para o exercício de uma medicina de alta qualidade.

Conflitos de interesse do autor: Nenhum.

Referências:

FDA Approves Cooling Cap that May Help Cancer Patients Keep Their Hair.

Incidence of scalp metastases in breast cancer: a retrospective cohort study in women who were offered scalp cooling. Lemieux J. Et al. Breast Cancer Res. Treat. 118(3), 547–552 (2009).

 

 

Comentários

Texto