Página Principal > Emergências > Hospitais do Rio de Janeiro estão na UTI
n

Hospitais do Rio de Janeiro estão na UTI

A saúde pública no Brasil sofre uma de suas maiores crises, e os motivos são variados. No texto abaixo preparamos uma lista de como estão alguns hospitais importantes do Estado do Rio de Janeiro.

Albert Schweitzer: Hospital com dificuldade de se manter funcionando, apenas casos gravíssimos estão sendo atendidos.

Getúlio Vargas: Sua emergência chegou a ser fechada, apenas pacientes com risco de morte recebem atendimento.

Rocha Faria: Emergência só atende casos gravíssimos e não recebe pacientes encaminhados das UPAs da região.

Hospital da Mulher: Emergência foi fechado e funcionários reclamam de falta de pagamento.

Hemorio: Está sem pediatras em muitas equipes e sofre com falta de material de trabalho.

Alberto Torres: Situação é precária para os pacientes, por falta de insumos.

Adão Pereira Nunes: Só atendem os casos mais graves na emergência e sofrem com falta de alguns funcionários.

Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia: Estão sem alguns insumos essenciais, como seringas e fitas adesivas.

Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro: 14 vagas de CTI fechadas por falta de médicos.

Pedro Ernesto (UERJ): Equipes de terceirizados da limpeza ainda não tiveram seus vencimentos regularizados. 
Hospital São Francisco na Providência de Deus: A unidade se encontra com o setor de transplantes prejudicado.
 A saúde de nosso país muitas das vezes vem sofrendo com o descaso, a falta de investimento e problemas precários. Este é um cenário de longa data, que se arrasta. Os hospitais precisam de mais atenção para que a população brasileira possa receber o atendimento merecido.  Afinal como prevê a nossa constituição: A saúde é um direito de todos.

Fonte: Jornal O Globo – 23/12/2015.

 

Comentários

Texto

Deixe uma resposta