Página Principal > Emergências > Prevendo mortalidade na Hemorragia Digestiva Alta
1

Prevendo mortalidade na Hemorragia Digestiva Alta

A Hemorragia Digestiva Alta (HDA) é uma complicação grave associada a diversas patologias que acometem o trato gastrointestinal. Muitos pacientes evoluem mal, com prognóstico ruim, apresentando sangramentos maciços e choque que podem conduzir óbito.

Estratificar precocemente o risco de morte destes pacientes, é parte da conduta padrão para HDA. Diversos escores estão disponíveis, são utilizados e complementares. Os escores mais comuns são o Escore de Rockall Pré e pós endoscopia (pre-RS e pos-RS) e o Glasgow-Blatchford Score (GBS) – Você encontra estes escores e muitos outros no WHITEBOOK.

Recentemente um novo escore foi proposto: AIMS65 (Albumina, INR, Estado Mental, Pressão Arterial Sistólica e > 65 anos). Pesquisadores afirmam que trata-se de um escore mais simples e prático do que outros escores.

Um ponto para cada parâmetro, onde 2 ou mais pontos aumenta a chance de mortalidade, complicações e recorrência em 30 dias. Veja o escore:

  • Albumina: < 3,0 g/dl
  • INR: > 1,5
  • Estado Mental: Glasgow < 14 ou Desorientação, letargia, coma.
  • Pressão Arterial Sistólica: < 90mmHg
  • Idade: > 65 anos

Para compara as habilidades de predição destes 4 escores, pesquisadores revisaram dados de mortalidade intra-hospitalar (desfecho primário), complicações e subsequentes intervenções em pacientes com HDA. No total foram avaliados 424 pacientes, com HDA, submetidos a endoscopia digestiva alta (EDA) em um mesmo hospital na Australia. O pre-RS, pos-RS, GBS e AIMS65 foram calculados para todos estes pacientes.

O AIMS65 foi superior ao GBS e ao pre-RS em prever mortalidade, porém não foi superior ao pos-RS. Na predição de complicações ou necessidade de intervenção, os resultados AIMS65, GBS e pos-RS foram similares e superiores ao pre-RS.

Os resultados foram muito similares, entre o AIMS65, GBS e pre-RS, com pouca superioridade do AIMS65. A praticidade do novo escore fala a favor da sua escolha. Porém, a definição de qual utilizar continua sendo da equipe médica. O mais importante, apontam os especialistas, é utilizar algum dos escores para prever o risco de morte e complicações.

Baixe o Whitebook Clinical Decision em seu smartphone e tenha acesso as melhores condutas para pacientes com Hemorragia Digestiva Alta.

Referências Bibliográficas:

Robertson M et al. Risk stratification in acute upper GI bleeding: Comparison of the AIMS65 score to the Glasgow-Blatchford and Rockall scoring systems. Gastrointest Endosc 2015 Oct 26.

Comentários

Texto

Veja também

Veja as novas recomendações para abordagem e tratamento do sangramento por varizes gastroesofageanas

A American Association of Liver Diseases atualizou suas diretrizes recentes sobre abordagem e tratamento do sangramento por varizes gastroesofageanas.

figure1

Quiz: qual é o provável diagnóstico?

Mulher de 62 anos apresenta fadiga e inúmeras lesões queratósicas pruriginosas nas costas e região do pescoço. O que causou este quadro?

Você sabe qual é o tratamento adequado para anafilaxia?

Anafilaxia é uma reação multissistêmica grave, aguda e potencialmente fatal. O sucesso do tratamento depende do pronto reconhecimento do quadro clínico.

Qual o melhor parâmetro de avaliação de resposta a volume pela ultrassonografia?

A ultrassonografia à beira do leito vem sendo continuamente empregada para avaliação do estado volêmico de pacientes graves.

Campanha lista procedimentos muito utilizados, mas que não trazem benefícios

Na medicina existe uma crescente cultura do uso excessivo de intervenções médicas e variações no uso de certos tratamentos.