Página Principal > Infectologia > Novo calendário nacional de vacinação do Ministério da Saúde para 2016
vacina

Novo calendário nacional de vacinação do Ministério da Saúde para 2016

Informe recentemente publicado pelo Ministério da Saúde divulgou as alterações no calendário nacional de vacinação para o ano de 2016. Segue abaixo o novo calendário, adaptado a partir das mudanças, e observações quanto a cada vacinação que sofreu alteração.

 

Idade Vacinas
Ao nascer – BCG

– Hepatite B

2 meses – Pentavalente 1ª dose (Tetravalente + Hepatite B 2ª dose)

– Poliomielite 1ª dose (VIP)

– Pneumocócica conjugada 1ª dose

– Rotavírus 1ª dose

3 meses – Meningocócica C conjugada 1ª dose
4 meses – Pentavalente 2ª dose (Tetravalente + Hepatite B 3ª dose)

– Poliomielite 2ª dose (VIP)

– Pneumocócica conjugada 2ª dose

– Rotavírus 2ª dose

5 meses – Meningocócica C conjugada 2ª dose
6 meses – Pentavalente 3ª dose (Tetravalente + Hepatite B 4ª dose)

– Poliomielite 3ª dose (VIP)

9 meses – Febre Amarela
12 meses – Pneumocócica conjugada reforço

– Meningocócica C conjugada reforço

– Tríplice Viral 1ª dose

15 meses – DTP 1º reforço (incluída na pentavalente)

– Poliomielite 1º reforço (VOP)

– Hepatite A

– Tetra viral (Tríplice Viral 2ª dose + Varicela)

4 anos – DTP 2º reforço (incluída na pentavalente)

– Poliomielite 2º reforço (VOP)

– Febre amarela reforço

9-13 anos – HPV 2 doses
Adolescentes, Adultos e Idosos – Hepatite B (3 doses a depender da situação vacinal)

– Febre Amarela (1 dose a cada 10 anos)

– Tríplice Viral (2 doses até os 20 anos ou 1 dose em > 20 anos. Idade máxima: 49 anos)

– DT (Reforço a cada 10 anos)

 

Hepatite B: A oferta da vacina foi ampliada para toda a população independente da idade e/ou condições de vulnerabilidade, justificada pelo aumento da frequência de atividade sexual em idosos e do aumento de DST nesta população.

Poliomielite: A 3ª dose da vacina passa a ser a vacina inativada da polio (VIP), a exemplo do que já ocorreu com as 1ª e 2ª doses da vacina. As doses de reforço aos 15 meses e 4 anos e as campanhas de vacinação continuam aplicando a vacina VOP (agora a bivalente). Estas mudanças estão de acordo com o Plano Global de Erradicação da Poliomielite que visa a redução gradual das vacinas orais da pólio com a proximidade à erradicação da doença no mundo.

Pneumocócica: Esquema básico com duas doses (aos 2 e 4 meses) e dose de reforço aos 12 meses (podendo ser aplicada até os 4 anos). Crianças não vacinadas anteriormente podem receber dose única dos 12 meses aos 4 anos.

Meningocócica: Esquema básico com duas doses (aos 3 e 5 meses) e dose de reforço aos 12 meses (podendo ser aplicada até os 4 anos). Crianças não vacinadas anteriormente podem receber dose única dos 12 meses aos 4 anos.

Hepatite A: Passa a ser aplicada aos 15 meses, podendo ser aplicada até os 23 meses.

HPV: Esquema básico com duas doses com 6 meses de intervalo em meninas de 9 a 13 anos, não é mais necessária administração da terceira dose.

banner

O Melhor e mais completo conteúdo médico, você encontra no WHITEBOOK!

Referências Bibliográficas:

  • Portal Saúde: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/leia-mais-o-ministerio/197-secretaria-svs/13600-calendario-nacional-de-vacinacao

Comentários

Texto