Página Principal > Emergências > Medidas para profilaxia de Raiva em acidentes com cães ou gatos
dog-900215_1280

Medidas para profilaxia de Raiva em acidentes com cães ou gatos

Nesta semana na sessão:  conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, apresentamos as principais recomendações para profilaxia de Raiva.

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

250-BANNER5Avaliação inicial:

A raiva é uma condição grave, tendo letalidade de aproximadamente 100% dos casos e, por isso, sua profilaxia é fundamental. A conduta sempre levará em conta a condição básica do animal agressor e o tipo de exposição.

Ações iniciais:

  1. Conter a hemorragia local com compressão direta do ferimento.
  2. Lavar o local de maneira intensa, utilizando água corrente ou soro fisiológico, e desbridar o tecido desvitalizado.
  3. Realizar a sutura primariamente das lesões em face, tronco, couro cabeludo e membros.
    Manter, em princípio, abertas as lesões de extremidades (mãos e pés).
  4. Sempre notificar o caso.

Hipótese 1: Cachorro ou gato sem suspeita de raiva no momento do ataque:

Contato indireto:

  • Cuidados básicos de limpeza local com sabão e água. Não precisa realizar a profilaxia.

Acidentes de baixo risco

  • Lesões superficiais, de pequena extensão, em geral são únicas e localizadas em troncos e membros (exceto extremidades). Causados por mordida, lambida em lesão prévia ou arranhadura;
  • Cuidados básicos de limpeza e observar o animal por 10 dias:
    – Caso o animal se mantenha sadio, encerrar o caso;
    – Caso o animal morra, fuja ou apresente sinais de raiva, deve-se administrar 5 doses de vacina (Dias: 0, 3, 7, 14 e 28).

Acidentes de alto risco

  • Lesões em cabeça e pescoço, mãos e pés. Lesões profundas, múltiplas ou de grande extensão, em qualquer parte do corpo. Lambida em mucosas ou em pele onde há lesão grave. Lesão profunda por arranhadura;
  • Cuidados básicos de limpeza, iniciar tratamento com duas doses da vacina (dia 0 e 3 dias), acompanhar o animal por 10 dias:
    – Caso o animal se mantenha sadio, encerrar o caso;
    – Caso o animal morra, fuja ou apresente sinais de raiva, deve-se administrar o soro e completar as 3 doses de vacina (Dias: uma dose entre o 7 e o 10, e as outras duas em 14 e 28).

Hipótese 2: Cachorro ou gato com clínica suspeita de raiva no momento do ataque

Contato indireto:

  • Cuidados básicos de limpeza local com sabão e água. Não precisa realizar a profilaxia.

Acidentes de baixo risco

Lesões superficiais, de pequena extensão, em geral são únicas e localizadas em troncos e membros (exceto extremidades). Causados por mordida, lambida em lesão prévia ou arranhadura;Cuidados básicos de limpeza, iniciar tratamento com duas doses da vacina (dia 0 e 3 dias), acompanhar o animal por 10 dias:

  • Caso o animal se mantenha sadio, encerrar o caso;
  • Caso o animal morra, fuja ou apresente sinais de raiva deve-se administrar o soro e completar as 3 doses de vacina (Dias: uma dose entre o 7 e o 10, e as outras duas em 14 e 28).

Acidentes de alto risco

  • Lesões em cabeça e pescoço, mãos e pés. Lesões profundas, múltiplas ou de grande extensão, em qualquer parte do corpo. Lambida em mucosas ou em pele onde há lesão grave. Lesão profunda por arranhadura;
  • Cuidados básicos de limpeza, iniciar tratamento com o soro e administrar 5 doses de vacina (Dias: 0,3,7,14 e 28) e acompanhar o animal por 10 dias:
    – Caso o animal se mantenha sadio nos 10 dias, deve-se suspender a profilaxia e encerrar o caso.

Hipótese 3: Cachorro ou gato com raiva, desaparecido pós ataque, animais silvestres (incluindo os que habitam domicílio), animais domésticos de criação ou produção.

Contato indireto

  • Cuidados básicos de limpeza local com sabão e água. Não precisa realizar a profilaxia.

Acidentes de baixo risco

  • Lesões superficiais, de pequena extensão, em geral são únicas e localizadas em troncos e membros (exceto extremidades). Causados por mordida, lambida em lesão prévia ou arranhadura;
  • Cuidados básicos de limpeza e iniciar tratamento com 5 doses de vacina (Dias: 0,3,7,14 e 28).

500x250banner2

Acidentes de alto risco

  • Lesões em cabeça e pescoço, mãos e pés. Lesões profundas, múltiplas ou de grande extensão, em qualquer parte do corpo. Lambida em mucosas ou em pele onde há lesão grave. Lesão profunda por arranhadura;
  • Cuidados básicos de limpeza, iniciar tratamento com o soro e administrar 5 doses de vacina (Dias: 0,3,7,14 e 28).
Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia-a-dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Comentários

Texto