Página Principal > Medicina Interna > Mirtilo, a fruta que promete melhorar a sua memória

Mirtilo, a fruta que promete melhorar a sua memória

250-BANNER3Nova pesquisa indica que o consumo de mirtilo (blueberry) pode melhorar a cognição em pacientes com déficit cognitivo leve.

No estudo, 47 adultos com mais de 68 anos de idade com déficit cognitivo leve foram alocados aleatoriamente em dois grupos, um grupo recebeu um composto de blueberry seco e congelado (equivalente a um copo da fruta), e o grupo controle recebeu um placebo. A avaliação cognitiva no estudo foi realizada antes da intervenção e após a intervenção a partir de testes cognitivos tradicionais em todos os participantes. Um subgrupo destes ainda foi submetido a ressonância magnética funcional para avaliar a atividade cerebral.

Os resultados demonstraram uma melhora de 72% no acesso semântico e de 13% na memória visual-espacial, com o consumo do composto de mirtilo por 16 semanas. A análise funcional demonstrou ainda um aumento na ativação de certas regiões do hemisfério esquerdo, em um padrão diferenciado aos pacientes do grupo placebo.

Em outro estudo de proposta semelhante, 94 adultos de 62 a 80 anos com queixas subjetivas de memória foram aleatoriamente alocados em grupos que receberam: composto de mirtilo, óleo de peixe, óleo de peixe e composto de mirtilo, ou placebo por 24 semanas. Os resultados mais modestos deste estudo corroboram os resultados do anterior, e ainda acrescenta um fato no mínimo curioso: pacientes que receberam o composto de mirtilo apresentaram uma melhora subjetiva em sua qualidade de vida quando comparado aos grupos que não receberam (óleo de peixe ou placebo).

Pesquisas químicas e genéticas já demonstraram possibilidade de que antocianinas e flavonoides presentes na fruta sejam as substâncias de caráter medicinal. Esperamos por novos estudos maiores e com maior controle de resultados para que tenhamos uma maior evidência dos benefícios do mirtilo.

500x250banner2

Referências Bibliográficas:

  • Blueberries May Boost Memory in Mild Cognitive Impairment. Medscape. Mar 15, 2016.

Comentários

Texto