Página Principal > Saúde & Tecnologia > Entenda a relação do novo padrão de segurança do WhatsApp com os médicos
Blog_20160406_Template

Entenda a relação do novo padrão de segurança do WhatsApp com os médicos

250-BANNER4Sim, você não foi o único a se perguntar o que é a tal “criptografia de ponta a ponta” ou a ficar na dúvida se a mudança é boa ou ruim. E para o usuário médico, será uma vantagem ou desvantagem?

Na timeline do Facebook de muita gente se multiplicaram postagens sobre o hermetismo da mais recente mensagem do WhatsApp para os seus usuários. Houve inclusive quem resolvesse “pedir ajuda aos universitários”: “Fui enviar uma mensagem no meu WhatsApp  e recebi o seguinte: As mensagens que você enviar para esta conversa e chamadas agora são protegidas por criptografia de ponta a ponta. Que é isso???”. Como o pessoal perde o amigo, mas não perde a piada nas redes sociais, as explicações foram hilariantes

Afinal, qual o problema da mensagem? Bem, “problemas”. Primeiramente, a empresa se esqueceu que grande parte de seu público não faz ideia do que seja “criptografia de ponta a ponta”. Segundo, que a população é crédula e poderia jurar que, mesmo redes sociais abertas, como o FB e o WA, sempre deram segurança total, geral e irrestrita às suas informações.

Para resumir, a tradução do recado é a seguinte:  Não guardo, não tenho backup de conteúdo e se a justiça precisar, que fale com os envolvidos. Contextualizando os leitores, as empresas de tecnologia têm sido acusadas de se recusarem a entregar conteúdos trocados entre usuários de seus canais, mesmo sob ordem judicial. No Brasil, houve desdobramentos que inclusive culminaram em ordem de prisão do vice-presidente do Facebook para a América Latina.

Quando passamos essa discussão para a comunicação em saúde, a situação fica mais delicada. Ainda há muitos médicos usando o WhatsApp para conversar com pacientes. Para suprir esse gap, foi criado o Medicinia, que se propõem a garantir um canal específico para a relação médico-paciente, priorizando a confidencialidade e a segurança das informações clínicas acima de tudo.

Reflita sobre isso. Vou te dar dois motivos para aproveitar a oportunidade para migrar de vez os seus pacientes para um aplicativo profissional de comunicação em saúde:

1-      Chega de pacientes, amigos e familiares – tudo junto e misturado – no mesmo aplicativo. Separe de uma vez as suas vidas profissional e pessoal!

2-      Escolha uma plataforma que siga as normas internacionais do HIPAA e o código de ética médica, e que ofereça segurança aos dados clínicos. A gente precisa pensar em tudo. E se alguém roubar o seu celular? Tudo perdido… a menos que você faça backup. Você precisa ter certeza de que as informações estão sempre guardadas e que quando você ou o paciente entrarem no aplicativo, a partir de qualquer aparelho, estará tudo lá, devidamente preservado!

500x250banner2

Segurança não é só criptografia de ponta a ponta. É, também, a organização e o profissionalismo que citamos anteriormente, e a certeza de, por exemplo, contar com um backup completo para evitar o uso de suas palavras fora de contexto – o Medicinia faz isso automaticamente e ainda exporta o conteúdo para ser anexado ao prontuário.

Quer usar o aplicativo de comunicação do médico? Clique aqui.

Sobre o autor: Mais um texto produzido pelos nossos parceiros do Medicinia!

Comentários

Texto

Deixe uma resposta