Página Principal > Neurologia > Veja os principais pontos da atualização nas diretrizes de prevenção do AVC
bluepicture2-1200x500

Veja os principais pontos da atualização nas diretrizes de prevenção do AVC

bAmerican Heart Association e a American Stroke Association (AHA/ASA) atualizaram as diretrizes de prevenção do AVC, baseados em evidências de investigações clínicas e ensaios. Foram incluídos recomendações para controlar fatores de risco, usando abordagens intervencionais para Aterosclerose, e tratamentos anti trombóticos para prevenir AVC.

As diretrizes reconhecem que, apesar dos novos anticoagulantes serem mais caros, eles exigem menor monitoramento e, portanto, representam uma opção razoável para os pacientes.

Outra recomendação fundamental das diretrizes é o uso de estatinas, junto com dieta e exercício, para diminuição do risco de AVC em pacientes de alto risco nos próximos 10 anos. Além disso, o CHA2DS2-VASc é recomendado para estratificar o risco de um AVC. Pacientes com uma pontuação de 0 no CHA2DS2-VASc não necessitam de anticoagulantes, mas aqueles com uma pontuação de 2 ou superior devem receber essas terapias. Pacientes com uma pontuação de 1 podem ser considerados para anticoagulantes.

Para mulheres

Mulheres tem mais risco de AVC quando estão grávidas, quando usam contraceptivos orais, fazem reposição hormonal, tem enxaqueca e/ou depressão. As diretrizes reconhecem os  diferentes fatores de risco que as mulheres enfrentam ao longo da sua vida. A atualização resume os dados por trás desses fatores de risco e seus tratamentos em uma referência fácil de usar para os médicos. A AHA/ASA observa que são necessários esforços para desenvolver uma calculadora de risco de AVC específicas para mulheres, para oferecer uma avaliação de risco mais precisa.

500x120-CIRURGIA

Controle da pressão arterial

Pressão arterial elevada continua sendo um dos mais importantes fatores de risco modificáveis para o AVC. As diretrizes enfatizam a importância de diminuir a pressão arterial para reduzir o risco de AVC. “Essa conduta se refere à prevenção e não ao tratamento do AVC hiperagudo, quando a pressão deve ser mantida um pouco mais alta”, ressalta o Dr. Henrique Cal, Neurologista e Coordenador do Beep Saúde.

Reduzir a ingestão de sódio e consumir uma dieta rica em potássio são fortemente recomendados para ajudar no controle da pressão. Médicos devem estar atentos para diagnosticar hipertensão o mais cedo possível. Estratégias para reduzir os riscos para a pré-hipertensão (PA sistólica entre 120 e 140 mm Hg) também são discutidas. Mudanças no estilo de vida são fundamentais para o tratamento de pré-hipertensão e incluem o consumo de uma dieta rica em frutas, legumes, nozes e produtos lácteos com baixo teor de gordura, mantendo ingestão de sódio baixa. Também é recomendado combinar uma dieta saudável com atividades aeróbicas de 40 minutos por dia, pelo menos de 3 a 4 dias por semana.

As diretrizes da AHA/ASA continuarão a serem atualizadas à medida que que novas terapias e procedimentos cirúrgicos emerjam, para ajudar ainda mais os médicos em seus esforços para prevenir o AVC no futuro.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique Aqui!

Referências: Meschia JF, Bushnell C, Boden-Albala B, et al; on behalf of the American Heart Association Stroke Council, Council on Cardiovascular and Stroke Nursing, Council on Clinical Cardiology, Council on Functional Genomics and Translational Biology, and Council on Hypertension. Guidelines for the primary prevention of stroke. Stroke. 2014;45: 3754-3832. http://stroke.ahajournals.org/content/45/12/3754.

Jauch EC, Saver JL, Adams HP Jr, et al; on behalf of the American Heart Association Stroke Council; Council on Cardiovascular Nursing; Council on Peripheral Vascular Disease; Council on Clinical Cardiology. Guidelines for the early management of patients with acute ischemic stroke: a guideline for healthcare professionals from the American Heart Association/ American Stroke Association. Stroke.2013;44:870–947.

Goldstein LB, Bushnell CD, Adams RJ, et al; on behalf of the American Heart Association Stroke Council; Council on Cardiovascular Nursing; Council on Epidemiology and Prevention; Council for High Blood Pressure Research; Council on Peripheral Vascular Disease, and Interdisciplinary Council on Quality of Care and Outcomes Research. Guidelines for the primary prevention of stroke: a guideline for healthcare professionals from the American Heart Association/American Stroke Association. Stroke.2011;42:517-584.

Sacco RL. The new American Heart Association 2020 goal: achieving ideal cardiovascular health. J Cardiovasc Med (Hagerstown). 2011;12:255–257.

Comentários

Texto

Deixe uma resposta