Página Principal > Reumatologia > Veja as novas orientações nas diretrizes da Fibromialgia
Doctor working on a digital tablet

Veja as novas orientações nas diretrizes da Fibromialgia

bA European League Againts Rheumatism (EULAR) publicou nesse mês novas orientações sobre Fibromialgia. As diretrizes fornecem recomendações baseadas em evidências, incluindo intervenções não farmacológicas e psicológicas, para o tratamento de pacientes com fibromialgia.

Essa é a primeira atualização das diretrizes da EULAR para o tratamento de fibromialgia em mais de uma década. As novas recomendações incluem provas para auxiliar terapias farmacológicas, não farmacológicas, complementares e alternativas.

O grupo de trabalho incluiu 18 membros de 12 países europeus, que analisaram dados de 107 revisões sistemáticas e/ou meta-análises. Como parte da terapia inicial, os autores encontraram fortes evidências para educação do paciente e intervenção não farmacológica (exercícios). Além disso, as recomendações enfatizam a necessidade de uma abordagem individualizada, que pode incluir intervenções farmacológicas, psicológicas e/ou reabilitativas, dependendo do paciente.

Entretanto, os autores alertam que o tamanho do efeito para muitos tratamentos é relativamente modesto e mais pesquisas são necessárias para determinar as estratégias ideais de tratamento para melhorar os resultados dos pacientes.

Ao analisar os dados, o grupo levou em conta fatores como: número de ensaios, quantidade de pacientes, desfechos avaliados e eventos adversos. Os pesquisadores basearam as recomendações em uma escala de quatro pontos (forte para, fraco para, forte contra e fraco contra) com a força de recomendação baseado no equilíbrio entre os efeitos desejados e indesejados, confiança nos efeitos e uso de recursos.

ban

Além das novas recomendações, a comissão destacou cinco perguntas prioritárias para pesquisa, que ajudarão a melhorar o atendimento ao paciente:

  1. A monoterapia é melhor do que uma abordagem multimodal?
  2. Que tipo de exercício é mais benéfico (de força ou treinamento aeróbico)?
  3. As características dos pacientes preveem a resposta terapêutica?
  4. Fibromialgia com doença inflamatória das articulações requer uma abordagem terapêutica diferente?
  5. Quem está melhor equipado para tratar pacientes com fibromialgia?

As novas orientações são baseadas nas informações mais atualizadas e estão de acordo com a prática da maior parte dos médicos que trabalha na área de fibromialgia. Veja a publicação completa clicando aqui.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique Aqui!

Referências: http://ard.bmj.com/content/early/2016/07/04/annrheumdis-2016-209724.full

http://www.medscape.com/viewarticle/866267

Comentários

Texto

Deixe uma resposta