Página Principal > Cardiologia > Dieta mediterrânea aumenta a espessura cortical?
salad-374173_1280

Dieta mediterrânea aumenta a espessura cortical?

Em mais um estudo que demonstra a importância de uma boa alimentação para a saúde do cérebro, pesquisadores encontraram evidências que indicam que dieta mediterrânea está ligada ao aumento da espessura cortical e melhoria da função cognitiva.

500x250banner2

Uma avaliação feita com 672 idosos, na Mayo Clinic Study of Aging, mostrou que os participantes com uma pontuação maior na escala de aderência à dieta mediterrânea tinham medidas significativamente maiores de espessura cortical nos lobos frontal, parietal e occipital.

Aqueles que consumiam mais peixe, legumes, grãos integrais ou cereais também apresentaram maior espessura cortical, mas em outras regiões do cérebro.

Uma publicação separada mostrou os resultados de uma nova meta-análise de 18 estudos, indicando que o alto consumo de uma dieta mediterrânea está associada com melhor atenção, memória e linguagem -, além de um “abrandamento” do comprometimento cognitivo.

Para os pesquisadores, os estudos mostram o impacto que a dieta tem nas mudanças estruturais do cérebro, associadas à síndrome demencial. Os resultados podem ajudar as pessoas a perceber que eles tem um papel a desempenhar na redução do risco de demência, prestando atenção aos seus hábitos alimentares.

Portanto, a mensagem é que os médicos devem continuar a educar seus pacientes sobre a importância de uma dieta saudável não só para o coração, mas também para o cérebro.

250-BANNER3

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique Aqui!

Referências:

Comentários

Texto

Deixe uma resposta