Página Principal > Residência Médica > É possível sobreviver à faculdade de medicina!
person-984236_1280

É possível sobreviver à faculdade de medicina!

Seu dia já acabou e você ainda nem começou a estudar para a prova de amanhã? Pois é! Durante a faculdade, muitos alunos de medicina se sentem sobrecarregados com a quantidade de matérias e a carga horária pesada. Mas, calma. A PEBmed, em parceria com a Sala Vermelha, tem um aviso para você: é possível sim sobreviver à faculdade de medicina! A gente te mostra como:

500x120-amarelo

“Primeiramente, medicina não é uma corrida de 100 metros rasos, e sim uma baita de uma maratona, na qual você ter que agir como um atleta olímpico de alto rendimento”, fala Miguel Barrella Neto, estudante de medicina, CEO & Founder da Sala Vermelha.

Um dos pontos mais importantes é a gestão do tempo. Se você dividir seu tempo de maneira eficiente, você será capaz de manter seus estudos em dia, praticar os conceitos aprendidos em aula, sem comprometer muito sua vida pessoal.

E, por falar em vida pessoal, aqui vai outro conselho: cuide-se! Adotar comportamentos negativos, como virar a noite sem dormir ou não se alimentar corretamente, trazem consequências negativas para a saúde. Lembre-se que seu cérebro precisa de comidas frescas, frutas, legumes e água; seu corpo precisa de exercício e sono.

Você sabia que testes são a maneira mais eficaz de reter conhecimento? Por isso, teste a si mesmo sempre que possível. Estudar a noite toda pode te ajudar a passar na prova do dia seguinte, mas um mês mais tarde você vai ter esquecido grande parte da informação. Então, não perca tempo relendo aquelas mesmas anotações mil vezes. Sempre que terminar de estudar um tópico, teste a si mesmo com perguntas e respostas ou flashcards. Acredite, errar uma pergunta vai te ensinar muito.

Não seja competitivo com seus colegas de turma, ajude-os, junte-se a eles. Medicina é sobre trabalhar em equipe, desde a faculdade até a mesa de cirurgia. Encontre um grupo de pessoas com quem você possa compartilhar informações, trocar ideias e estudar. Competir com seus colegas não fará de você um médico melhor. Um dos segredos da medicina é buscar sempre impactar a vida dos outros ao seu redor:

“Não digo apenas do seu paciente, mas também os familiares desse paciente, dos seus colegas de turma, veteranos e calouros, professores e amigos de plantão. Busque sempre fazer a diferença na vida dessas pessoas, dar e agregar, antes de querer receber. Alinhando isso com a competência técnica que você vai adquirir com os estudos, você vai conseguir reputação, respeito e recomendação dos seus pacientes, colegas e professores. Na Medicina isso é tudo!”, afirma Miguel.

banner250x250

Quer mais dicas? Veja abaixo:

– 5 técnicas de estudo que todo aluno de medicina deve conhecer
– 9 filmes que todo médico (e estudante de medicina) precisa ver
– Tudo que você precisa saber sobre Residência Médica
– Como passar nas provas de residência médica?

Saindo um pouco da faculdade, não esqueça também de tirar um tempo livre, para se envolver em outras atividades fora da medicina. Todos os estudantes estão sob uma enorme pressão na universidade, por isso, é muito importante separar um tempo para reduzir o estresse. Atividades como caminhada, yoga, ouvir música, conversar, namorar – o que fizer você se sentir melhor, é válido.

Por fim, lembre-se de ter perspectiva. Você, provavelmente, vai começar seu primeiro dia e se aprofundar em bioquímica, anatomia ou fisiologia. No dia seguinte, você já está aprendendo sobre plexo braquial e débito cardíaco. Muitas vezes, os alunos não estão preparados para essa quantidade de informações. Conforme for memorizando, aprender a olhar “como um todo”, com uma perspectiva geral.

“Você deve ser estratégico com o gasto das suas energias, mantendo-se sempre com a garra e a vontade de um corredor de 100 metros, mas com a inteligência de um maratonista, e ir liberando essa energia gradativamente. Senão você desmonta no meio do caminho! Essa maratona é dura…Você vai tomar inúmeras “porradas” nesse percurso, e não falo necessariamente de notas baixas, e sim de obstáculos inerentes ao caminho que você escolheu. Nesses momentos, olhe pra trás, lembre-se do propósito que te coloca aí dentro e que alimenta essa sua garra. Agora vamos continuar!”, finaliza Miguel.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique Aqui!

Comentários

Texto

Deixe uma resposta