Página Principal > Infectologia > Sabonetes que ‘matam até 99,9% das bactérias’ podem ser prejudiciais

Sabonetes que ‘matam até 99,9% das bactérias’ podem ser prejudiciais

O FDA acaba de proibir a comercialização dos sabonetes que prometem matar “até 99,9%” das bactérias. A decisão foi baseada em mais de 20 estudos que mostraram: o produto, além de trazer consequências graves para o corpo, pode contribuir para a criação de novas superbactérias.

500x120

Em 2013, a agência reguladora solicitou às empresas que fabricam o sabonete um relatório comprovando a eficácia do produto, mas os estudos apresentados foram insuficientes. No documento, o FDA baniu 19 compostos químicos usados nesses sabonetes, sendo o mais comum o Triclocarban (veja a lista completa no final do texto).

As empresas terão um ano para tirar as mercadorias de circulação. Por enquanto, a agência recomenda que as pessoas lavem as mãos apenas com água e sabão, e apostar nos desinfetantes com, no mínimo, 60% de álcool.

Perigos 

Para os pesquisadores, não está claro quanto tempo essas substâncias químicas permanecem no organismo das pessoas. O Triclocarban, por exemplo, pode causar alterações nos hormônios da tireoide e da testosterona. Por isso, o longo período de exposição a esses sabonetes, sem saber quanto tempo o corpo leva para eliminar os compostos químicos, pode ser prejudicial para as pessoas.

Além disso, uma preocupação do FDA é que as bactérias que não são eliminadas pelo sabonete possam desenvolver resistência a antibióticos, criando super bactérias. Em laboratório, cientistas conseguiram comprovar que bactérias sobreviventes ao Triclocarban podem desenvolver resistência cruzada.

Outros alvos

Além dos sabonetes, o FDA pretende analisar também produtos usados em hospitais, que podem ser um risco a mais para enfermeiros e médicos, que lavam as mãos com muito mais frequência.

b

Substâncias banidas pelo FDA:

– Cloflucarban
– Fluorosalana
– Hexaclorofeno
– Hexilresorcinol
– Complexo de Iodo (Éter-sulfato de amônio e o monolaurato de sorbitano de polioxietileno)
– Éster fosfato de ariloxialquila de polietilenoglicol
– Complexo iodo etanol, nonil fenoxi-polioxietileno
– Iodopovidona (5% a 10% de concentração)
– Complexo de iodo e cloreto de undecoylium
– Cloreto de metilbenzetônio
– Fenol
– Amyltricresols secundária
– Oxicloroseno de sódio
– Tribromsalan
– Triclocarban
– Triclosan
– Corante triplo (verde brilhante, violeta de genciana, hemissulfato de proflavina)

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

Comentários

Texto

Deixe uma resposta