Página Principal > Cardiologia > Função tireoidiana aumentada relacionada com morte súbita
heart

Função tireoidiana aumentada relacionada com morte súbita

Estudo populacional holandês recentemente publicado na Circulation revelou uma curiosa associação entre níveis pouco elevados de tiroxina e risco de morte súbita. Muitos estudos prévios já haviam revelado uma relação direta entre função tireoidiana e doença cardiovascular, no entanto, é a primeira vez que evidências demonstram relação com morte súbita.

500x120-usuarios

A morte súbita cardíaca é responsável por mais de 50% das mortes por doença cardiovascular, o que corresponde a cerca de 15-20% da mortalidade geral. Fatores preditores de morte súbita na população geral são escassos, e cerca de metade dos casos de morte súbita ocorrem como a primeira, e última, manifestação de doença cardíaca.

O estudo utilizou dados de três coortes prospectivas independentes que incluíram 10318 pacientes com mais de 45 anos. Foram medidos os níveis basais de TSH e T4 livre, sendo considerado como normal: TSH = 0,4-4,0 mUI/L; T4 livre = 0,85-1,95 ng/dL.

Durante 21,2 anos de seguimento máximo (desde o início da coorte), ocorreram 261 morte súbitas, com incidência de 3,1/1000 pessoas-ano. Pacientes com TSH normal apresentaram risco relativo 2,26 vezes maior do que pacientes com TSH aumentado (o que é esperado dada a relação inversa do TSH com o T4 livre). Dado particularmente importante para corroborar uma conduta clínica corriqueira: o não tratamento de pacientes com hipotireoidismo subclínico, visto que suprimir o TSH ou mesmo mantê-lo em níveis normais consiste em fator de risco para morte súbita.

A relação direta dos níveis de T4 livre e o risco de morte súbita também demonstrou-se com forte associação. No entanto, alguma críticas podem ser feitas ao estudo e suas limitações, como a medida única do TSH e T4 livre basal (sem considerar sua mudança temporal), a generalização dos resultados (que podem não ser reproduzidos na população geral), e o fato de que idade e adoecimento, bem como dezenas de outros fatores, influem no eixo hipotálamo-hipofisário, havendo grande variabilidade do que deve ser considerado como nível normal de hormônio tireoidiano de indivíduo para indivíduo.

250-BANNER6

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências Bibliográficas:

  • Chaker L, van den Berg ME, Niemeijer MN, et al. Thyroid function and sudden cardiac death: A prospective population-based cohort study. Circulation 2016; DOI: 10.1161/CIRCULATIONAHA.115.020789.

Comentários

Texto

Deixe uma resposta