Página Principal > Oncologia > Pacientes acima do peso têm mais chances de sobreviver a um câncer no rim

Pacientes acima do peso têm mais chances de sobreviver a um câncer no rim

Excesso de peso é um fator de risco para diversos tipos de câncer, mas um novo estudo indica que pacientes obesos têm mais chances de sobreviver a um câncer de rim no estágio IV.

500x120-usuarios

Em dois conjuntos distintos de dados, excesso de peso foi um fator positivo para melhorar a sobrevida global e sobrevida livre de progressão, em pacientes com carcinoma de células renais metastático.

Inicialmente, os pesquisadores estavam céticos sobre o que eles chamam de “paradoxo da obesidade”, mas após a divulgação de dados robustos, eles estão convencidos de que este é um efeito real.

De acordo com os autores, isso pode ser explicado por alterações na FASN (ácido graxo sintase), uma enzima envolvida na lipogênese neoplásica. Alta expressão de FASN é comum em muitos tipos de câncer, tendo sido associada com mau prognóstico. Sua regulação baixa em pacientes obesos pode explicar porque esses indivíduos tem mais chances de sobrevida.

Os resultados fornecem uma base para estudos destinados a determinar os efeitos da expressão de FASN no câncer, independente do índice de massa corporal.

b

Resultados

Os pesquisadores analisaram o impacto do IMC na taxa de sobrevivência em 1.975 pacientes e em uma coorte de validação externa de 4.657 participantes com câncer de rim, entre 2003 e 2013.

No primeiro estudo, a taxa de sobrevivência foi de 25,6 meses em pacientes com IMC elevado (≥25 kg / m2) e 17,1 meses nos com IMC baixo (<25 kg / m2).

Na coorte, os resultados foram semelhantes: 23,4 meses para participantes com IMC elevado vs. 14,5 meses nos com IMC baixo.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

Comentários

Texto

Deixe uma resposta