Página Principal > Saúde & Tecnologia > Médicos estudam suspender orientação de fazer jejum para exames
exames

Médicos estudam suspender orientação de fazer jejum para exames

Um grande desconforto para os pacientes e para os laboratórios pode estar prestes a chegar ao fim: médicos estudam suspender a orientação de fazer jejum para exames.

500x120-assinatura

O assunto foi discutido no último congresso da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial. A exigência já foi suspensa em países da Europa e em alguns hospitais no Brasil.

O longo período de jejum é uma reclamação constante entre os pacientes. Além disso, é um problema grave dos laboratórios, que têm um fluxo muito grande de agendamentos na parte da manhã e muitos horários vagos a tarde.

Veja também: ‘Nova biópsia de próstata traz mais conforto ao paciente’

Graças aos avanços tecnológicos e modernização dos laboratórios, consumir alimentos antes de exames não interfere mais nos resultados. Além disso, o jejum pode ocultar o risco cardiovascular que seria mostrado no resultado.

Estudos recentes sobre a influência do jejum na dosagem do perfil lipídico para avaliação do risco cardíaco demonstraram que é possível fazer esta avaliação em amostras de pacientes sem jejum, com as vantagens de refletir melhor as condições fisiológicas do dia a dia e evitar o desconforto e possíveis complicações do jejum prolongado.

A previsão é de que, até o final do ano, as recomendações sejam alteradas no Brasil. Clique aqui para ver o pronunciamento oficial da SBPC.

250-BANNER5

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

  • http://www.sbpc.org.br/

Comentários

Texto

Deixe uma resposta