Página Principal > Infectologia > Cientistas desenvolvem polímeros que podem matar superbactérias sem antibiótico
bacteria-106583_1280

Cientistas desenvolvem polímeros que podem matar superbactérias sem antibiótico

As superbactérias resistentes são uma preocupação mundial que podem, em um futuro próximo, levar pessoas ao óbito por infecções comuns e lesões simples. No entanto, uma nova esperança acaba de surgir: cientistas desenvolveram um método para matar superbactérias sem o uso de antibióticos.

500x120-usuarios

No artigo publicado na revista Nature Microbiology, a equipe discutiu o desenvolvimento de polímeros em forma de estrela, chamados SNAPPs (polímeros de peptídeos antimicrobianos estruturalmente projetados com nanoengenharia), capazes de matar bactérias de várias maneiras, sem prejudicar outras células.

Até agora, os SNAPPs foram efetivos em seis superbactérias diferentes no laboratório, e até mesmo contra um em camundongos. As 16 ou 32 pontas dos polímeros juntam-se às superbactérias e podem fisicamente rasgar a parede celular.

Veja também: ‘Bactéria resistente a poderoso antibiótico é encontrada no Brasil’

Eles também permitem que os íons penetrem a membrana do citoplasma, destruindo o metabolismo das bactérias, causando morte celular programada.

O SNAPPs ainda são muito grandes (cerca de 10 nanômetros) para entrar nas células saudáveis, mas os cientistas esperam que os polímeros possam, eventualmente, ser a solução para os problemas das superbactérias resistentes.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

250-BANNER3

Referências:

  • http://www.iflscience.com/health-and-medicine/starshaped-polymers-developed-that-can-kill-superbugs-without-antibiotics/

Comentários

Texto

Deixe uma resposta