Página Principal > Saúde & Tecnologia > Como a tecnologia está mudando a relação médico-paciente

Como a tecnologia está mudando a relação médico-paciente

Novas maneiras de interação entre médico e paciente começaram a ser comuns com o crescimento do uso de smartphones. Os celulares com acesso à internet vêm permitindo a um maior número de pessoas um cuidado contínuo, seja por meio de aplicativos voltados a saúde e bem-estar, muitas vezes recomendados pelos profissionais, ou pelo maior contato com o paciente, via e-mail, mensagem de texto e aplicativos de mensagens, como o WhatsApp.

500x120-medicamentos

Segundo a 27ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) e divulgada no início do ano, o Brasil alcançou a marca de 168 milhões de smartphones em uso. O crescimento em relação a 2015 foi de 9%, e a expectativa para os próximos dois anos é que esse número ainda cresça cerca de 40%.

Outro relatório, produzido por uma consultoria americana sobre saúde e bem-estar relacionados à tecnologia, em 2013, estima que o mercado de aplicativos médicos movimente o equivalente a R$ 4 bilhões apenas na América Latina em 2017, tendo o Brasil a maior participação.

Veja mais: ‘Relação médico-paciente e o acompanhamento de uma criança com câncer’

Esse uso constante da internet por meio do celular e o interesse por parte das pessoas em ter cada vez mais acesso a informações relacionadas à saúde mostram que o pacientes estão abertos às novas formas de comunicação. Apesar de muitos médicos e pacientes já terem uma relação além do consultório, tirando dúvidas e aumentando a assistência, esse número ainda pode ser maior. Com as informações certas, médicos podem usar os recursos disponíveis em smartphones para terem mais contato com seus pacientes e aumentar os cuidados, propiciando também melhoras mais rápidas e, possivelmente, uma maior qualidade de vida.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

banner250x250Referências:

  • http://medicaleconomics.modernmedicine.com/medical-economics/news/staying-connected-patients-beyond-office-visit
  • http://eaesp.fgvsp.br/sites/eaesp.fgvsp.br/files/pesti2016gvciappt.pdf
  • http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/aplicativos-de-celulares-tablets-vigiam-doentes-cronicos-para-ajudar-medicos-pacientes-8427461

Comentários

Texto

Deixe uma resposta