Página Principal > Ginecologia e Obstetrícia > Câncer de endométrio: o risco é maior em mulheres com sangramento pós-menopausa?
diagnostico medicina

Câncer de endométrio: o risco é maior em mulheres com sangramento pós-menopausa?

Tempo de leitura: 2 minuto.

Qual é a prevalência de sangramento pós-menopausa em mulheres com câncer de endométrio e o risco de câncer de endométrio em mulheres com sangramento pós-menopausa? Foi o que objetivou responder um novo estudo publicado em agosto no JAMA Internal Medicine.

Para essa análise, pesquisadores reuniram estudos observacionais que relataram a prevalência de sangramento pós-menopausa em mulheres com câncer de endométrio e o risco desse tipo de câncer nessa população. No total, 129 estudos com 34.432 pacientes foram selecionados.

LEIA MAIS: Anticoncepcionais orais e risco de câncer – o que as evidências dizem

Sangramento e câncer de endométrio

A prevalência combinada de sangramento pós-menopausa entre as mulheres com câncer endometrial foi de 91% (IC de 95%: 87% a 93%), independentemente do estágio do tumor. O risco conjunto de câncer endometrial entre mulheres com sangramento pós-menopausa foi de 9% (IC de 95%: 8% a 11%), com estimativas variando pelo uso de terapia hormonal (variação de 7% [6% a 9%] a 12% [9% a 15%]; p <0,001) e região geográfica (variação de 5% [3% a 11%] na América do Norte a 13% [9% a 19%] na Europa Ocidental; p = 0,09).

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que:

  • Estratégias de detecção precoce voltadas para mulheres com sangramento pós-menopausa têm o potencial de identificar até 90% dos cânceres de endométrio;
  • No entanto, a maioria das mulheres com sangramento pós-menopausa não será diagnosticada com câncer de endométrio.

Tenha sempre condutas atualizadas na sua mão! Baixe gratuitamente o Whitebook.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Clarke MA, Long BJ, Del Mar Morillo A, Arbyn M, Bakkum-Gamez JN, Wentzensen N. Association of Endometrial Cancer Risk With Postmenopausal Bleeding in WomenA Systematic Review and Meta-analysis. JAMA Intern Med. Published online August 06, 2018. doi:10.1001/jamainternmed.2018.2820

Um comentário

  1. Eremilza Damasceno Inácio

    Uma boa informação muito importante nos dias atuais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.